34.200.218.187
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
Shadow-IT

Shadow IT: como fazer frente à ameaça invisível?

 
Trabalhar com aparelhos eletrónicos pessoais ou instalar uma aplicação podem ser práticas comuns, mas atenção: há perigos à espreita! Shadow IT é um desses perigos e traz à tona múltiplos desafios, principalmente no contexto empresarial.  
Conhecer os riscos e estar a par das ameaças são formas de reduzir o impacto deste fenómeno na sua empresa, levando a uma utilização mais consciente dos recursos digitais que tem à disposição. Descubra tudo neste artigo!


O que é Shadow IT?


No contexto empresarial, são cada vez mais os colaboradores que estão a abraçar a cloud. A um ritmo bem mais rápido do que as empresas conseguem controlar, novos sistemas e aplicações são instalados. Enquanto isso, surgem questões de cibersegurança que atormentam os responsáveis pelo departamento de IT das empresas, muitas delas resultantes de Shadow IT.
Assim, Shadow IT é um termo utilizado para designar o uso indevido de software ou hardware por um departamento ou um indivíduo, fora do controlo do departamento de IT.


Shadow IT: quais os riscos para as empresas?


A verdade é que, atualmente, a gestão de Shadow IT é uma das principais preocupações do departamento de IT, representando uma verdadeira fonte de riscos para as empresas, nomeadamente:


1. Quebra das regras de segurança 

As regras de segurança, frequentemente estabelecidas pelos departamentos especializados, são ameaçadas no momento em que decide instalar uma nova aplicação ou utilizar um dispositivo pessoal para executar processos relacionados com o trabalho. Além disso, a implementação e utilização de recursos tecnológicos não autorizados pelo departamento de IT é uma violação das habituais regras de segurança das empresas, colocando em causa o normal funcionamento de sistemas e dispositivos autorizados.


2. Perda de dados 

Qualquer sistema ou aplicação instalado sem supervisão não estará abrangido pelo backup normalmente provisionado pelo departamento de IT. Isto quer dizer que, se os dados críticos da empresa forem perdidos em caso de incidente, eles não poderão ser recuperados.
Além disto, neste tipo de situações fica posta em causa a segurança dos dados, já que, não tendo sequer conhecimento da existência de determinada aplicação ou sistema, o departamento de IT não consegue rastrear o fluxo de informação ou as contas que poderão ter acesso a ela.


3. Perdas de produtividade 

O fenómeno de Shadow IT obriga o departamento do IT da sua empresa a fazer um esforço redobrado para garantir a segurança dos dados e dos sistemas internos da empresa. Qualquer software ou hardware inserido no espectro da Shadow IT não poderá ser submetido a qualquer tipo de teste. Isto é, se tomar a liberdade de instalar um sistema ou uma solução para acelerar os seus processos individuais, uma série de outros processos de negócio podem estagnar. Na pior das hipóteses, poderá colocar em risco recursos tecnológicos que são críticos para a atividade dos seus colegas, levando a uma perda de produtividade geral da empresa.
 

Shadow IT: como evitar?


Embora instalar uma aplicação ou utilizar um dispositivo pessoal possa servir como forma de agilizar a sua carga de trabalho habitual, a verdade é que, sem o conhecimento do departamento de IT, não terá garantias de que a sua utilização é segura e inofensiva. 
Basta instalar uma simples aplicação no local de trabalho para abrir a porta a várias ameaças invisíveis. A verdade é que, a menos que sejam compradas corretamente, não há garantias de que as soluções gratuitas encontradas online sejam legítimas. Por isso, de forma a mitigar o problema do Shadow IT, é preciso compreender as consequências e recorrer aos especialistas de IT da sua empresa, antes de utilizar novas aplicações, sistemas ou dispositivos.

Não coloque em causa a cibersegurança da empresa, recorra a quem sabe e siga as indicações à risca! Estes cuidados são ainda mais importantes numa altura em que o teletrabalho ganhou uma nova dimensão e passou a fazer parte do dia a dia de muitos de nós.
Partilhar
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!