100.25.42.117
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
Realidade Aumentada

A realidade aumentada chegou ao retalho

 
Quando falamos na implementação de tecnologia no setor do retalho, muitas pessoas pensam, imediatamente, em e-commerce.
 
No entanto, a tecnologia neste ramo está muito mais desenvolvida, tendo influência nos vários processos que compõe a atividade das empresas, como é o caso das compras, logística, exposição, faturação ou mesmo pós-venda.
 
Dentro das várias tendências tecnológicas deste mercado, a realidade aumentada é aquela que mais se tem destacado, uma vez que promete simplificar e amplificar a experiência de compra do utilizador.
 
No entanto, realidade aumentada é um termo ainda desconhecido para muitos embora, certamente, já tenham tido algum tipo de contacto com esta tecnologia.
 


O que é a realidade aumentada?

 
Conhecida também como "realidade ampliada” ou "realidade expandida”, a realidade aumentada consiste na sobreposição de objetos digitais ao mundo real, sendo para isso necessário apenas um software e um equipamento capaz de fazer a leitura das imagens (marcadores) no ambiente real e a exibição dos objetos digitais correspondentes.
 
Geralmente, esta interação pode ser feita a partir de aplicações instaladas num tablet ou smartphone com câmara, o que facilita imenso a sua utilização e amplia o leque de pessoas que pode influenciar.
 
 

Realidade aumentada vs realidade virtual

Para muitos, existe uma grande confusão entre os conceitos de realidade aumentada e realidade virtual. Embora, à primeira vista, o significado possa parecer idêntico e ambas necessitem de um dispositivo móvel ou acessório para existirem, a verdade é que representam realidades muito diferentes.
 
A realidade virtual utiliza um smartphone ou uns óculos específicos para substituir tudo o que uma pessoa vê por um mundo totalmente virtual. Já a realidade aumentada aproveita o mundo real e adiciona conteúdos virtuais através de marcadores específicos e o uso da georeferenciação.
 
Exemplo da realidade aumentada é o famoso jogo Pokemon Go, através do qual é possível visualizar pokemons no mundo real, bastando apontar a câmara do smartphone para os locais que nos rodeiam.
 
 

Como funciona a realidade aumentada?


A realidade aumentada é gerada através de um software. Para que funcione, é necessário um objeto com algum tipo de marca de referência que, ao ser captada por uma câmara, é processada por um software que entrega a mesma imagem com a incorporação de um elemento virtual.
 

A realidade aumentada no retalho

 
Segundo a Gartner, cerca de cem milhões de consumidores vão fazer compras em realidade aumentada, tanto online como em loja, já em 2020.
 
A este valor soma ainda a informação de que, em 2019, se previa um investimento mundial de cerca de 20,4 mil milhões de dólares em realidade aumentada e realidade virtual, um aumento de 68,8% face a 2018, o que mostra a importância que esta tecnologia está a ganhar a nível global.
 
A realidade aumentada é, assim, destacada como uma tendência para os próximos anos em áreas como retalho, marketing, saúde, manutenção industrial, turismo e entretenimento, uma vez que permite a junção e interação do mundo real com o mundo virtual, permitindo às empresas a criação de plataformas imersivas para os seus clientes, a melhoria da experiência do utilizador, a promoção da sua imagem, o aumento da produtividade e diminuição de riscos e erros.
 
Com esta tecnologia, os clientes obtêm, também, uma nova experiência de compra, uma vez que conseguem testar ou visualizar os produtos antes de os adquirir.
 
Esta tecnologia começa a despertar a atenção dos retalhistas, afirmação comprovada pelo mesmo estudo da Gartnet que mostra que, até 2020, 46% dos retalhistas planeiam implementar soluções de realidade aumentada ou virtual para atender aos requisitos impostos pela experiência do consumidor.
 
 

Benefícios da realidade aumentada no retalho

 
 1. Teste em 3D dos produtos - Através da realidade aumentada, os clientes não precisam adquirir produtos para atestar a sua qualidade. Com o teste em 3 dimensões, todas as dúvidas são tiradas antes da compra, aumentando a satisfação e melhorando a experiência.

 2. Reduzir taxa de devoluções - Uma vez que o cliente tem a possibilidade de testar e experimentar o produto, antes de o comprar,  ele passa a ter maior perceção relativamente ao resultado final, o que ajuda a reduzir taxas de devolução ou troca.

 3. Informações adicionais em loja - Num mercado onde os consumidores estão cada vez mais informados e procuram conhecer mais acerca do produto, é importante que as empresas consigam oferecer o máximo dessa informação. A realidade aumentada poderá ser uma ajuda neste processo, uma vez que, disponibiliza detalhes e pormenores aos quais os clientes não teriam acesso de outra forma.

 4. Integração do digital com offline - Com o mercado a caminhar para soluções omnichannel, a realidade aumentada é uma ótima forma de ligar as lojas física à loja digital, facilitando a procura de modelos ou tamanhos.

 5. Inovação e diferenciação - Esta é uma tecnologia de futuro. Por isso, as empresas que atualmente disponibilizam aplicações deste género afirmam-se como pioneiras e destacam-se das restantes.
 


Exemplos de realidade aumentada no retalho 

Revigrés

No projeto de realidade aumentada da Revigrés, o potencial cliente, através de uma app mobile, pode visualizar os azulejos em sua casa antes de os comprar sem sequer ter de se deslocar à loja.
Esta experiência de realidade aumentada diminui o risco e o esforço de compra e aumenta a qualidade, segurança e a satisfação, refletindo um aumento nas vendas.

Ikea

De maneira a aumentar os níveis de satisfação dos seus clientes, a Ikea disponibiliza uma aplicação que permite simular o posicionamento dos produtos na habitação, de forma a perceber o seu enquadramento, antes do cliente efetuar a compra.
 

Zara

Durante duas semanas, a Zara disponibilizou nas suas lojas do Colombo e NorteShopping uma nova experiência para visualizar as novas coleções.
Nestes espaços, o utilizador apenas tinha de instalar uma aplicação específica e apontar a câmara para os locais definidos (montra, expositores centrais e caixas de entrega de encomendas online) para assistir ao desfile da coleção Studio SS18.
 

Auchan

A Auchan Retail lançou, este ano, uma aplicação baseada em realidade aumentada que permite aos utilizadores testar maquilhagem ou looks antes de os comprar.


A solução para a gestão do ponto de venda: Tlim!

Inovação. Diferenciação. Rigor.

 
Com os negócios a evoluírem a grande velocidade, é importante que se centre no que é realmente necessário para fazer crescer o seu negócio e prestar um serviço de excelência e qualidade aos seus clientes.
 
Para isso, com a solução Tlim, da PRIMAVERA, toda a gestão do ponto de venda (POS) é simplificada e intuitiva, permitindo gastar o menos tempo possível noutro tipo de operações:

 1. Gestão de artigos intuitiva

 2. Campanhas promocionais fáceis de gerir

 3. Operações de Caixa simples

 4. Controlo das contas correntes de clientes e fornecedores

 5. Investimento reduzido
 
Conheça, ao pormenor, o Tlim e descubra como é fácil promover a fidelização dos seus clientes!
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!