100.25.42.117
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
{alt:Duarte Oliveira}

Qualidade dos dados: o alicerce das boas decisões

​​
Se durante anos o mundo empresarial era gerido em tempo real pelo que ia acontecendo no dia a dia das organizações, hoje baseamo-nos em dados para interpretar a evolução das empresas e para tentar prever o que irá acontecer no futuro. Certamente já ouviram falar de uma frase famosa de Clive Humby, que afirma que os dados são o novo petróleo. Esta é cada vez mais uma certeza para muitas empresas, que começam a utilizar os dados como forma de apoio à decisão para delinear os caminhos futuros das organizações.
​​
​​No entanto, embora a correta análise e interpretação dos dados seja essencial, é ainda mais importante que os dados representem a realidade efetiva das empresas e que a sua qualidade seja assegurada. Dados que não tenham qualidade irão levar a análises erradas e a grandes perdas para a organização, algo que nenhum gestor pretende que aconteça. Esta realidade é representada pela IBM que estimou num dos seus estudos que nos Estados Unidos da América se perdem anualmente 3,1 biliões de dólares devido a uma qualidade baixa de dados.
​​
​​É assim importante que as empresas se centrem em tentar obter dados o mais realistas possível, de forma a alimentar de forma correta os seus sistemas de análise de dados.


​O que é a qualidade dos dados?

​​
A qualidade dos dados (em inglês Data Quality) é definida como um valor que determinada informação tem a partir de alguns fatores. Isso porque um conjunto de dados só tem qualidade quando é possível observar nele a sua origem, como ele foi produzido, armazenado e manipulado.

​​Para que os dados apresentem qualidade, existem 7 fatores que contribuem para este processo:

​​Precisão - É importante que os dados sejam o mais exatos possível e que transmitam a realidade do mercado e das organizações. Se os dados não forem precisos irão levar a análises incorretas das situações.

​​Completude -  É fulcral conseguir obter os dados todos e que se consigam obter os mesmos dados para diversas situações e diversos períodos. Só assim será possível fazer uma correta análise.

​​Relevância - Os dados recolhidos devem ser relevantes e indicados para o tipo de análise que se pretende fazer. Se não se obtém os dados necessários para avaliar uma determinada situação, então irá afetar ou inviabilizar o resultado.

​​Validade - Este critério não se refere aos dados em si, mas sim à forma como são obtidos. É importante que esta informação seja registada no formato mais correto, de forma a facilitar a análise.

​​Atualidade - Este ponto refere-se ao facto de os dados deverem ser registados o mais próximo possível da data em que ocorreram. Desta forma evitam-se imprecisões e diminui-se o risco de se tornarem irrelevantes.

​​Consistência - Por fim, a consistência refere-se ao facto de a forma e o conteúdo dos dados devem ser consistentes nos vários quadros de informação e nos vários períodos para que possam ser comparáveis.

​​
​​Porque é a qualidade dos dados importante nas organizações?


Um grande número de organizações utiliza hoje este tipo de informação para tomar decisões sobre investigação, finanças, recursos humanos ou marketing com base na sua análise. Deste modo, os dados estão então a tornar-se numa ferramenta importante na evolução das empresas e na sua diferenciação perante a concorrência.
​​
​​No que toca a análise de dados, é importante distinguir em dois tipos: a análise preditiva e não preditiva. Quando falamos da preditiva, referimo-nos aquelas que têm como objetivo prever tendências através de vários fatores extraídos dos dados. Já as não preditivas, são aquelas relacionadas com a análise do historial da empresa de forma a perceber o desempenho financeiro, a produtividade de um setor e equipa ou a evolução das vendas e a sua sazonalidade.
​​
​​Qualquer tipo de análise só conseguirá cooperar para o desenvolvimento da organização se os dados que receber forem corretos. Assim, para uma correta tomada de decisão e para não perder desnecessariamente dinheiro ou prejudicar a relação com colaboradores e clientes, é importante garantir uma boa e correta captação dos dados.

​​
​​Qualidade dos dados: quais os benefícios?

​​
Ao garantir uma boa qualidade dos dados na sua organização, está a permitir o ganho de vantagens nos seguintes pontos:

​​Consistência nos dados - Ao obter uma consistência nos dados, irá diminuir a probabilidade de erro, assim como a improdutividade de alguns processos. A título de exemplo, se tiver uma lista de moradas ou contactos de email e tiver de enviar uma comunicação para estes, poderá reduzir custos ao eliminar moradas ou endereços eletrónicos que já não são válidos ou estão duplicados.

​​Melhoria de relação com o cliente - Ao garantir que os seus dados estão completos e atualizados, irá conseguir conhecer mais detalhadamente os seus clientes. Desta forma, é possível entregar-lhes um serviço mais personalizado e, assim, melhorar a sua relação com estes.

​​Estratégias de marketing mais efetivas - Ao conhecer detalhadamente os seus clientes e o seu mercado, é possível direcionar as campanhas de email e conseguir chegar efetivamente aqueles que pretendem comprar o seu produto ou que estão numa fase de maturação de processo de compra.

​​Melhores tomadas de decisão - Se conhecer com pormenor o estado da sua empresa, a evolução que está a ter e as tendências do mercado, consegue direcionar melhor a sua estratégia e tomar decisões mais alinhadas com as necessidades dos seus clientes.

​​Aumento de eficiência - Com os dados uniformizados e corretamente recolhidos, consegue uma boa integração entre sistemas que lhe irá permitir manter todos os departamentos alinhados. Além disso, poderá reduzir a necessidade dos seus recursos humanos estarem constantemente a inserir e corrigir dados, obtendo um aumento de eficiência em vários níveis.

​​Aumento da competitividade - Conhecendo o mercado e as capacidades da sua empresa, consegue mais rapidamente adaptar-se às necessidades dos clientes e à evolução tecnológica do mercado. Desta forma, torna-se também mais competitivo face à sua concorrência.

​​Aumento de rentabilidade - Se a sua empresa se torna mais eficiente e competitiva, consegue ganhos significativos em vários níveis que lhe irão permitir obter maior rentabilidade e lucro nos seus negócios.


​Tire partido das soluções de reporting da PRIMAVERA


Tire partido das soluções de reporting que lhe irão permitir, em poucos minutos, obter toda a informação para acompanhar o desempenho dos vários departamentos da sua organização.
​​
​​Com poucos cliques, pode usufruir das seguintes vantagens:

​​-Obtenha inúmeros mapas prontos a usar

​​-Crie facilmente outras análises, consoante as suas necessidades

​​-Compare rapidamente resultados

​​-Consolide o processo de reporting com dados sempre atualizados

​​-Rentabilize ao máximo o investimento efetuado no ERP

​​
Partilhar
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!