35.168.62.171
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
multiexperiência
{alt:Rui Neto }

Usabilidade e acessibilidade: o segredo da multiexperiência

O estilo de vida e a forma como as pessoas interagem nos diferentes planos sociais está cada vez mais próximo de uma experiência multifacetada ou multidimensional, na qual a tecnologia representa um papel fundamental na tomada de decisões e automatização de processos.

"Users don’t want to bend their lifestyle to you, they want you to come to them.”
​​​​​​​
Chris Risdon

Agora, numa era digital em constante transformação, o consumidor é cada vez mais exigente e espera do mundo digital respostas imediatas e satisfatórias.

Simplificar processos e otimizar a experiência

Um bom exemplo desta reposta às exigências da nova era de consumidores é o caso da Amazon GO, uma loja física de conveniência localizada em Seattle, nos Estados Unidos, cuja característica principal é a ausência de funcionários e caixas registadoras. O objetivo? Oferecer maior privacidade ao consumidor.

Para fazer compras nesta loja os únicos requisitos são fazer o download da aplicação e ter uma conta na Amazon. Com isso, o cliente entra, escolhe os seus produtos e sai.

A simplicidade do processo faz parecer que não existem interfaces na compra, mas na realidade tudo acontece de forma invisível. Através da aplicação, a Amazon reconhece o perfil de quem entrou na loja e, por meio de sensores nos produtos, o sistema reconhece o que o cliente leva. Desta forma, o pagamento é feito automaticamente com o cartão de crédito do mesmo.

Com um consumidor cada vez mais exigente, a transformação atual das aplicações é inevitável e,à nossa volta, já podemos verificar que marcas de renome já se começam a transformar em aplicações multiexperiência.

Mas o que é isto da Multiexperiência?

O conceito surge com Gartner no final de 2019 e prevê-se que seja um dos maiores desenvolvimentos para este ano. O mesmo autor afirma que "mais de 25% dos aplicativos móveis, aplicativos web progressivos e aplicativos de conversação em grandes empresas será construído e / ou executado através de uma plataforma de desenvolvimento multiexperiência” até 2023.

A experiências dos consumidores tem sofrido transformações ao longo do tempo e a adaptação ao mundo digital obriga a que as empresas se reinventem diariamente na procura de canais de comunicação mais assertivos.

"Seja com recursos aprimorados de comando e gerenciamento de voz ou com a realidade virtual e realidade aumentada, por exemplo, a verdade é que agora as empresas precisam oferecer uma comunicação inovadora e eficiente, a fim de proporcionar experiências mais assertivas aos consumidores/utilizadores.”

Multiexperiência: uma nova abordagem na transformação digital

Multiexperiência é:

 

  • Diferentes maneiras do utilizador interagir com uma marca (toque, voz, gesto);

  • Diferentes dispositivos físicos disponíveis que oferecem ao utilizador experiências resultantes dessas interações.

 

Por outras palavras, a multiexperiência consiste na adaptação dos diferentes dispositivos e suas respetivas experiências ao crescente mercado. As aplicações precisam de ser executadas em plataformas diferentes, adaptando-se facilmente e, simultaneamente, fornecer uma experiência consistente da perspetiva dos negócios.

Por que é que isso é relevante? Por um lado, porque algumas empresas já o estão a fazer e, por outro, porque o consumidor possui atualmente, em média, 3,2 dispositivos diferentes (Desktop, Smartphone, Tablets, Wearables, etc.). Por outras palavras, além de ser o principal objetivo, está a tornar-se uma norma satisfazer o utilizador.

Então...

A Multiexperiência pode ser considerada um novo termo - mas há uma expectativa crescente há vários anos. À medida que a tecnologia se torna cada vez mais diversificada e integrada na vida quotidiana, os utilizadores esperam um acesso cada vez mais imediato às empresas das quais dependem.

A transformação digital orientada por multiexperiência deve ser um facilitador da criação de uma experiência verdadeiramente ininterrupta do cliente e essa transformação possui uma estratégia de três partes para o cliente que envolvem os aspetos físicos, contextuais e experimentais, para que os utilizadores desfrutem de uma melhor experiência de utilização.

Com a crescente aplicação da multiexperiência, a necessidade de garantia digital também está a aumentar. As empresas estão a exigir serviços de software que podem facilitar a entrada no mercado mais rapidamente e, ao mesmo tempo, permitir que adotem novas tecnologias.


​​​​​​​No fundo, é incontextável que a Multiexperiência se está a tornar num fator essencial para manter a competitividade, agilizar processos e fidelizar clientes.

Partilhar
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!