18.207.255.49
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
{alt:Duarte Oliveira}

Competências 4.0, já adquiriu as suas?

 
Com a revolução 4.0 que está a acontecer a nível global, é importante que os profissionais tentem acompanhar e adquirir as novas competências que o mercado de trabalho começa a exigir. Este processo torna-se especialmente importante quando se prevê que, até 2025, na Europa, se percam 7 milhões de empregos derivado a esta revolução. Mas quais são as competências que são importantes para os profissionais do futuro? 

Competências 4.0 - O que são?


Hoje estamos a formar para profissões que não existem
ou deixarão de existir tal e qual as conhecemos num futuro nada longínquo

Com a revolução 4.0, muitos dos atuais postos de trabalho irão efetivamente desaparecer, obrigando os profissionais a desenvolver novas competências para se adaptarem às exigências das novas profissões. 
 
Perante esta nova realidade laboral, e mesmo social, como conseguiremos preparar os futuros profissionais e adaptar os atuais às novas necessidades de mercado e competências exigidas

Aqui surge um conjunto de competências para as quais é necessário encaminhar a educação e formação profissional, de forma a que os jovens se consigam adaptar às diversas novidades e evoluções que se avizinham.

Aprender a aprender

 
Uma das competências mais importantes para o futuro será, sem dúvida, a capacidade de aprender diariamente e de ter curiosidade para procurar a origem e solução dos problemas. 
 
Com o mundo a mudar radicalmente, é importante que os profissionais do futuro se consigam adaptar facilmente às mudanças e aprender no seu dia a dia novas formas de evoluir e de realizar as suas tarefas com agilidade, recorrendo às ferramentas tecnológicas disponíveis.

Visão técnica e estratégica


Se hoje a visão técnica e estratégica já representam competências importantes para os profissionais, no futuro este será um ponto que irá ganhar ainda mais relevância.
 
É importante que os novos gestores olhem para os negócios e, com apoio de dados, consigam delinear um caminho e adaptar-se rapidamente aos novos contextos e realidades, assegurando que as suas organizações serão capazes de acompanhar a metamorfose constante do mercado, mantendo a competitividade. 

Tomada de decisão e gestão de pessoas


Com uma quantidade de informação cada vez maior e com a tendência de redução de quadros intermédios, os profissionais terão cada vez mais necessidade de tomar decisões de forma a responder às diversas solicitações que lhe serão colocadas no seu dia
a dia.

Além disso, as competências sociais irão ser cada vez mais relevantes, sendo importante que os profissionais mantenham uma boa relação com a equipa e com as pessoas que incorporam a operação, contrastando com a crescente automatização que irá surgir nas operações das empresas.

A aprendizagem de línguas


Num mundo cada vez mais global é importante que os profissionais consigam comunicar entre si e encontrar linguagens comuns que permitam partilhar a informação. Tendencialmente, é importante no futuro s
e domine o inglês, língua considerada global, sendo outras línguas um bom acrescento para o mapa de competências procurado pelas empresas, correspondendo à exigência de uma globalização crescente.

Atualização constante


Num mundo em constante alteração, é importante que os profissionais se esforcem p
or estar sempre atualizados e dentro das novidades das suas áreas de atuação ou outras de interesse, garantindo à organização o acompanhamento das tendências. A formação contínua é cada vez mais imprescindível. 


Quais as grandes áreas para o futuro?



Embora ainda não haja uma certeza sobre
as profissões que irão prevalecer no futuro, prevê-se que estas se centrem em 6 grandes áreas:

  1. Automação e programação - Automação, robótica, programação, cibersegurança, inteligência artificial, manufatura aditiva, 3d printing, big data, comando de drones e ou robots móveis.

  2. Gestão de redes, pessoas e risco - Gestão de pessoas e equipas, gestão de projetos, gestão de redes sociais, Marketing digital, gestão de negócio orientado para cliente (CRM, estratégia, internacionalização), gestão de operações ou gestão do risco.

  3. Otimização e eficiência - Recolha, análise e tratamento de dados (data integrity e smart data), monitorização e disponibilização, controlo de qualidade ou gestão de eficiência (lean, 6sigma).

  4. Competências verdes e de sustentabilidade - Gestão ambiental (3R, economia circular) e gestão "verde” de tecnologia e recursos (e-waste).

  5. Design de produto - Desenvolvimento de produto e serviços e design thinking.

 Competências 4.0 - Uma realidade já nos dias de hoje


Embora se fale frequentemente
das competências 4.0 como uma necessidade de futuro, a verdade é que já existem atualmente empregos baseados unicamente neste novo tipo de competências, especialmente as digitais. 

Gestores de redes sociais, profissionais de marketing digital, programadores, arquitetos de sistemas, gestores de lojas online ou analistas de dados já só dependem de um computador e dos seus conhecimentos digitais para desenvolverem o seu trabalho a partir de qualquer ponto do globo.

É por isso importante que os profissionais de hoje se preparem para o futuro e comecem já hoje a aprender a aprender, procurando ser curiosos com o que os rodeia e procurar formações para adquirir novas competências.

Mas nem tudo se resume a competências digitais. Soft Skills como capacidade de empreender e inovar, criatividade, inteligência emocional, comunicação, colaboração, resolução de problemas, tolerância ou responsabilidade serão cada vez mais valorizadas, humanizando os locais de trabalho dominados por tecnologia.
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!