18.205.60.226
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
{alt:Paulo Correia}

O que é ser Agile no mundo do desenvolvimento do produto?


Nos departamentos de recursos humanos e organizações dedicadas ao recrutamento de talento, a procura por profissionais com conhecimentos 'ágeis' é impressionante e com tendência crescente. 

A oferta de ações de formação, cursos e certificações na área não para de aumentar. Parece que finalmente se redescobriu a pólvora, o segredo da produtividade.

 Mas afinal o que significa ser Ágil?


Este é um tema abrangente, que dará para muitas conversas. Mas, comecemos pelo início: o que é o Agile? (e o que não é).

Em primeiro lugar, convém explicar que não se trata de uma metodologia, nem de uma ferramenta de gestão de projetos, e muito menos de uma lista prescritiva de soluções para os problemas que enfrentamos no desenvolvimento de produto.

Ser Agile não é trabalhar como se quer, quando se quer e mudar de rumo/objetivos constantemente.
Ser Agile é uma filosofia de trabalho baseada num conjunto de princípios e valores que, quando bem aplicados e aplicados de forma consistente, permitem otimizar o trabalho em equipa, resultando no desenvolvimento e entrega de melhores produtos, mais rapidamente.

A filosofia de trabalho Agile pode ser aplicada a qualquer atividade de desenvolvimento de produto, independentemente da sua natureza (software, hardware ou serviço).

Como implementar a filosofia de trabalho Agile?


Conhecer a filosofia de trabalho Agile não é suficiente para que os resultados apareçam. É preciso aplicá-la, e aplicá-la seguindo alguns passos, nomeadamente:
 
  1. Focar o que é realmente importante para o cliente
  2. Entregar produtos (com valor) de forma periódica e regular
  3. Refletir sobre o trabalho em equipa e formas de o otimizar
  4. Eliminar desperdício e tarefas que não trazem valor, nem para o cliente, nem para a equipa
  5. Aplicar técnicas, frameworks e ferramentas que fomentem a ‘agilidade’
  6. Ter disciplina de rigor e de qualidade (em todos os aspetos de um projeto de desenvolvimento)
  7. Procurar a melhoria contínua...

Cliente, cliente, cliente


Acima estão as regras principais a considerar para alcançar agilidade no desenvolvimento de produto, mas não chegam! Acima de tudo, somos ágeis quando nos centramos nas necessidades do cliente e estamos em constante alinhamento com ele. 

É também fundamental antecipar problemas de produto ou de produtividade da equipa e implementar ações corretivas ou de melhoria.

E lembrem-se: o que resulta numa empresa (ou numa equipa), pode não resultar na empresa (ou equipa) do lado.


Muito mais há a dizer sobre este tema. Se tem interesse pelo assunto, vá acompanhando o Blog da PRIMAVERA. Este é o primeiro de uma série de artigos sobre a temática da gestão "Agile" de projetos. Em breve haverá mais. Espero por si aqui :)!

Partilhar
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!