34.236.190.216
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
Inteligência artificial ao serviço do seu negócio

Já ouviu falar dos assistentes virtuais para os negócios?

Siri, Cortana e Alexa são nomes que lhe soam familiares? Produzidas pela Apple, Microsoft e Amazon, respetivamente, estas são sem dúvida as assistentes virtuais mais conhecidas no planeta e as responsáveis por tornarem mais rápidas e intuitivas as tarefas diárias de milhões de pessoas. 

O conceito não é novo, mas a popularização deste tipo de software está a crescer a olhos vistos, muito por causa da aposta e investimento das gigantes tecnológicas. Tal como um assistente de "carne e osso”, estes programas são capazes de responder a perguntas e realizar tarefas de forma autónoma, como enviar mensagens aos nossos contactos, sugerir um restaurante para jantar, ou indicar o estado do tempo para amanhã.

Agora imagine que para além da sua vida pessoal, poderia ter um assistente virtual disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, para ajudar também com o seu trabalho? Então saiba que tal já é possível com o ECHO, o primeiro chatbot nacional integrado em soluções de gestão empresarial. Mas já lá vamos. Antes de mais, importa perceber o que são e como funcionam os assistentes virtuais.

Podem existir sob diferentes formas: como parte dos próprios sistemas operativos, integrados em objectos físicos, ou então embutidos em sites e aplicações onde operam como chatbots através de mensagens instantâneas. Um bot (diminutivo de robô em inglês) não é mais do que um programa informático concebido para realizar de forma automática tarefas repetitivas que seguem um padrão, tal e qual um robô virtual. Um chatbot é um bot que simula uma conversa e responde às nossas perguntas como se de um humano se tratasse. As versões mais sofisticadas incluem recursos de inteligência artificial, como por exemplo machine learning, o que faz com que o bot vá aprendendo à medida que o utilizador interage com ele. Assim vai-se tornando capaz de assimilar informação, identificar preferências e prever as necessidades da pessoa.


ECHO: o seu conselheiro de negócio virtual


Depois de se instalarem nos computadores pessoais, tablets e smartphones, facilitando a nossa interação com esses e outros dispositivos que se ligam à internet, nos últimos anos os assistentes virtuais começaram a ganhar preponderância também no mundo corporativo.

É este o caso do ECHO, o robô virtual criado pela PRIMAVERA, que para além de realizar operações automaticamente é também capaz de fornecer "conselhos” e  antecipar cenários que ajudam o utilizador a tomar decisões mais rápidas e seguras. O ECHO é um bot dotado de inteligência artificial que está permanentemente a analisar os dados dentro do ERP PRIMAVERA com o objetivo de identificar padrões e procurar dinâmicas de negócio. Ao correlacionar os dados internos das empresa com fontes externas, em busca de informação relevante, esta ferramenta contribui para uma maior eficácia das operações. 

Este chatbot disponibiliza informação útil através de uma plataforma de diálogos com a qual é possível interagir e até solicitar a realização autónoma de tarefas, em determinados cenários.
No momento, o bot já consegue identificar movimentos rotineiros que estão em falta. Imagine, por exemplo, que está a terminar o prazo de pagamento de despesas fixas, como eletricidade, e ainda não efetuou esse pagamento. O ECHO alerta que há esse pagamento em falta. Alerta também sempre que um cliente ou fornecedor mudar de morada e chama a atenção para rotinas que não estão a acontecer, como por exemplo: um cliente que habitualmente faz uma encomenda ao dia X, no mês corrente não o fez. Alerta também para o risco de insolvência de entidades clientes e informa sobre valores ou encomendas pendentes em carteira.

Ao longo do tempo, este bot vai aprendendo com as interações e antecipando as necessidades do utilizador. Automatismos como estes ajudam a reduzir erros no registo de informação e minimizam o trabalho administrativo, contribuindo para uma empresa cada vez mais eficiente.

Diz-se que o futuro será cada vez mais digital e disso não resta qualquer dúvida, pois o presente já o evidencia de forma inequívoca. O importante é que todos conheçam a existência desses facilitadores da atividade profissional e saibam tirar o máximo partido da tecnologia, ganhando eficiência no desempenho profissional e tempo para aquilo que mais apreciam.
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!