3.235.30.155
919 204 462Ligue Já!
Ou nós ligamos!Deixe os seus dados para contacto.
Seremos breves!
Horário - dias úteis das 9h30 às 18h30
Login
Conheça as soluções integradoras dos nossos ParceirosMarketplace
Inovar

Inovar é criar valor

 
Quantas vezes pensou hoje em inovar? Consegue contar mentalmente as vezes que, neste mês, pensou em fazer algo diferente ou em algo que deixe a sua marca? Em algo que seja de valor e deixe o seu carimbo?

O conceito de inovação está frequentemente associado ao domínio das últimas tecnologias ou à aplicação das frameworks mais recentes. Ela não nasce do dia para noite, nem é uma competência genética. Inovar é um hábito que é semeado pela constante procura, treino e aperfeiçoamento das nossas habilidades. Este hábito não é difícil de criar por isso, devemos começar com pequenos passos e pequenas mudanças de costumes que, com o passar do tempo, se transformam em rotinas.

O desejo de inovar é fomentado pela vontade de querer marcar a diferença, ao invés de ser apenas mais um ser humano que passou e andou, tal como o vento.


Como inovar no desenvolvimento de produto?

 
Interligada com a área da tecnologia, a inovação é muitas vezes confundida com invenção ou criatividade que, apesar de serem sinónimos, são conceitos com diferentes implicações.
Ao inovar, estamos a criar valor. Seja através de novas funcionalidades, seja na aplicação de frequentes melhorias e ajustes. A verdade é que a cada alteração, estamos sempre a acrescentar valor às empresas (que é o que elas procuram). Se trabalharmos diariamente e se aplicarmos determinadas atitudes ao nosso quotidiano, vamos acabar por equiparar a inovação a uma bola de neve
 
Assim, para inovar é necessário: 
 
1. Visão realista: É o mais importante. Perceber que existem limites nas diferentes etapas e transpô-los. Fazê-lo resulta numa gestão de expectativas ajustada que evita a desmotivação e promove a criação de valor. Isto é, não vamos inventar o carro sem saber o que é uma roda. Inovar implica conhecer bem os seus limites;

2. Questione tudo: Para inovar, seja um questionador ativo em todos os momentos da sua vida. Faça questões e tire as dúvidas. As respostas vão ajudá-lo a perceber melhor um determinado assunto e detetar possíveis alterações. Caso não encontre nenhuma melhoria a implementar, o conhecimento foi adquirido e poderá ser utilizado no futuro;

3. Esteja atento a todas as áreas: No atual panorama tecnológico, o nosso conhecimento não se pode cingir apenas à nossa área de trabalho. Para inovar é necessário pensar fora da caixa, fora da zona de conforto. Por exemplo, pode estar a desenvolver um software para uma construtora e falar com um colega que trabalha numa empresa têxtil. Ficará surpreendido com os pontos positivos da têxtil que poderá adaptar ao desenvolvimento do produto, em benefício da agilização de processos na empresa de construção;

4. Entre na mente do cliente: Os produtos têm de facilitar o trabalho burocrático do cliente, sendo fundamental que a inovação implementada crie valor. Não adianta criar um controlo futurista se o cliente não o vai saber utilizar ou se este acabar por provocar danos nos índices de produtividade do seu cliente;

5. Aponte tudo: Anote todas as ideias que considerou interessantes num bloco de notas. Um dia, essas notas poderão ser necessárias para inovar no desenvolvimento de produto.


"…quando a alma não é pequena”

 
Inovar é dar ao cliente algo necessário, prático e diferenciador que lhe permitirá ser mais eficiente e produtivo nas suas atividades diárias. É entrar, metaforicamente, na mente do cliente e fornecer-lhe todos os mecanismos para que ele possa catapultar o seu negócio.
Estes pequenos passos contínuos tornam-se numa caminhada que nos leva a fazer a diferença nos locais onde trabalhamos e, também, nas pessoas com as quais lidamos. Alguém que procura inovar é alguém que incentiva os outros a seguirem pelo mesmo caminho. Para o conseguir, só é preciso dedicação e, já agora, o tempo não é desculpa!

Como dizia Fernando Pessoa: "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”. Uma frase que ocasiona a questão: "que alma é a nossa, se não nos deixa inovar?"
Partilhar
0 Comentários.
Mostrar comentários
Receba a newsletter com as nossas melhores histórias!